Em Churrasco, Dicas

Com tantos bons momentos em grupo ou família, você já imaginou que o Churrasco tem a sua própria história para contar? A sua origem e tradição?

Vamos contar aqui agora tudo isso para você, sobre a origem do churrasco, dicas e curiosidades sobre o nobre sabor da carne, do churrasco bem feito.

E no final, além de virar um expert em churrasco, poderá contar mais e agradáveis histórias nos seus próximos encontros, seguindo as nossas dicas para preparar, não apenas um, mas diversos tipos de churrascos.

Vamos lá?

Continue lendo para ver:

  • Significado da palavra Churrasco
  • Origem do Churrasco
  • Curiosidades sobre o Churrasco
  • Dicas para preparar um excelente Churrasco

Significado da palavra Churrasco

Carne assada na brasa é a denominação semântica para Churrasco, que também é uma refeição composta principalmente por grelhados, ou ainda uma confraternização onde se serve churrasco, denominada Churrascada.

Há também uma história muito curiosa que sugere que a palavra churrasco tem sua origem no som produzido pela gordura da carne ao gotejar sobre a brasa.

Já dá até para perceber a gente fazendo o sonzinho disso na nossa próxima churrascada! Legal, né?

A origem do Churrasco

A origem do Churrasco remonta o séc. XVII, segundo historiadores, onde os índios tupis sul-americanos, estabelecidos nas costas dos países Brasil, Argentina e Uruguai, defumavam as carnes de caça sobre grelhas de madeiras, mantendo sua conservação por longo tempo, inclusive para as viagens dos desbravadores das Américas que viriam a seguir.

A carne assada era a mais fácil de preparar, e assim os tropeiros levavam a carne nos lombos dos cavalos com a técnica dos indígenas, e nas paradas se alimentavam dessas carnes defumadas, que eram assadas no calor do fogo de brasas de madeira colocadas no chão.

Curiosidades sobre o Churrasco

Com o tempo, as técnicas de preparo dessa nobre iguaria foram aperfeiçoadas principalmente pelos Gaúchos.

Os habitantes do Rio Grande do Sul, famosos pelo preparo do tradicional churrasco como hoje conhecemos, com o fogo de lenha no chão e pedaços generosos de carne, principalmente a costela bovina, colocados em grandes espetos de madeira, que são fincados na diagonal no chão, ao redor desse fogo.

Já nos países vizinhos Argentina e Uruguai, a técnica de fazer churrasco ficou um pouco diferente.

O preparo ficou conhecido mais como assado e eles utilizavam apenas a grelha e o fogo era acesso com lenha, diferente do Brasil, que usava carvão e espetos. Eles aproveitavam todas as partes do gado, inclusive os miúdos e chouriços, e o tempero mais utilizado era o sal fino, enquanto que no Brasil, utilizava-se mais o sal grosso.

Nos tempos atuais, mantêm-se todos esses preparos tradicionais, e o churrasco assume diversos temperos e tipos de gosto. E isso não só no grandioso Brasil afora, mas também na Argentina e no Uruguai, virando até um produto e serviço de exportação para diversos países das Américas, Europa e Ocidente.

Na culinária japonesa, por exemplo, temos uma variedade do churrasco chamada jingisukan, conhecida entre nós pelo nome de Genghis Khan, um prato feito de carne de carneiro grelhados em pequenas fatias com vegetais e assados em uma churrasqueira semelhante a uma panela.

E em tempo mais modernos ainda, para não deixar ninguém de fora, temos o Churrasco Vegetariano, feito à base de legumes, queijos, carne de soja e até frutas que possam ser assadas!

Mas o que vale mesmo é o nobre sabor da carne e a sua infinita variedades de experimentações que conquistou o mundo afora.

Dicas para preparar um excelente Churrasco

Depois de saber muito e mais um pouco mais sobre o Churrasco, a gente não poderia deixar você na mão, né?

Então seguem agora, com base em tudo que falamos aqui, algumas dicas incríveis de como preparar um excelente churrasco para encantar todos os seus amigos, familiares e convidados.

#1) Dicas para um Churrasco Brasileiro

O bom e velho churrasco gaúcho dos pampas é o modelo mais tradicional e executado nos lares da região sul do Brasil.

No chão mesmo, acenda o carvão, e comece a preparar a carne, geralmente uma grande costela de boi com gordura, temperada simplesmente com sal grosso.

Coloque nos espetos de madeira, que serão cravados no chão, na diagonal, perto do fogo.

Com tempo, paciência e muita prosa, vá tirando as lascas das partes externas, que assam primeiro, servindo seus comensais, enquanto as partes mais internas ficam assando.

Já nas demais regiões do Brasil, os churrascos são preparados com espetos e grelhas, levados no carvão em churrasqueiras fabricadas ou prontas.

Prepare de entrada para os convidados, pão de alho e queijo coalho, assados na churrasqueira.

Sirva em seguida, linguiças temperadas, coraçãozinho de frango e coxinha da asa de frango, temperados com sal, alho e limão, ou somente no sal grosso.

Também vale investir em carne de porco, como o lombo e o pernil, que aceita um bom tempero de limão, sal e alho.

Depois, venha com as carnes principais, como picanha, maminha, fraldinha, alcatra e contra filet, temperadas no sal grosso.

Farofa, arroz, salada, vinagrete e fritas, como batatas ou mandioca (também chamada de aipim ou macaxeira), são excelentes acompanhamentos.

Para sobremesa, invista na própria churrasqueira, preparando banana e abacaxi assados com a casca, que serão tiradas na hora de servir, acompanhados de leite condensando com canela moída.

Para beber, caipirinha de limão, cachaça e cerveja, sempre com moderação.

Espeto de linguiça suína

#2) Dicas para preparar um Churrasco argentino e uruguaio

Na Argentina e no Uruguai, o churrasco é chamado de asado (assado), e é considerado o prato nacional de ambos países.

Tem pouca diferença entre um e outro, e é uma alternativa legal e diferente para você oferecer aos seus convidados.

Los Hermanos costumam assar suas carnes em lenhas e grelhas, diferente do jeito brasileiro.

Para começar, ofereça as famosas empanadas, equivalente ao nosso pastel português, e provolone grelhado.

Na entrada das carnes, sirva os famosos chorizo (linguiça misturada de carne de porco e boi), miúdos, e morcilla, um chouriço de sangue.

Já para comandar o prato principal, vale sempre os famosos cortes de bife de ancho, costela assada em tiras, vacio (ponta de agulha) e o ojo de bife (contrafilé).

Para acompanhamento, batatas fritas (indispensável nesse tipo de churrasco), saladas, legumes gralhados, molho chimichurri e molho de salsa criolla (similar ao nosso conhecido vinagrete).

Bebidas? Vinho!

#3) Dicas para preparar um Churrasco japonês

Quer dar giro de 180 graus e oferecer uma receita do outro lado do mundo?

Então faça o Jingisukan, o churrasco japonês de muito bom gosto, bem diferente dos famosos sushis e frutos do mar que todos conhecemos desse país.

Requer o uso de grelha ou chapa, para preparar a carne de carneiro, fatiadas em tiras pequenas. Abuse dos temperos como o famoso molho soyu, molho agridoce, alho, sucos de laranja e limão, sempre acompanhados de legumes, como os pimentões coloridos, berinjela e abobrinhas.

Para acompanhar, sirva chá verde, Saquê ou Shochu, um destilado típico do país oriental, feito à base de arroz, batata doce ou cevada.

#3) Dicas para preparar um Churrasco vegetariano

Sabendo da enorme diversidade entre seus amigos e convidados, carnívoros e vegetarianos, vale a pena sempre estar preparado para agradar a todos.

Uma prova que pode até faltar carne, mas não falta churrasco, pois até quem come carne, acaba se encantando com esses sabores alternativos.

Explore o festival de legumes da nossa culinária como abobrinha, aspargo, batata-doce, batata-inglesa, berinjela, brócolis, cebola, cenoura, cogumelo, couve-flor, milho, pimentão e tomate.

Monte espetinhos com queijos diversos, tofu e outras preparados com soja.

Abuse dos temperos como azeite, pimenta, orégano e ervas finas, e dos molhos para acompanhamento, como creme de cebola, creme de mostarda com mel, molho de tomate com ervas.

E não se esqueças das frutas, como banana, abacaxi, maçã, tudo acompanhado de mel, canela em pó, creme de leite e leite condensado.

Você pode incrementar e interagir com seus convidados, deixando os legumes já cortados, e outros previamente pré-cozidos, como as batatas e cenouras, e coloca-los numa travessa para que os próprios comensais preparem seus espetinhos e levem à brasa.

Sucos de frutas cítricas, como limão e laranja, além da famosa caipirinha, são boas bebidas para acompanhar esse cardápio.

Legais essas dicas, hein?

E seja brasileiro ou de outros países, seja com carne ou vegetais, a verdade é que mantida as tradições, o sabor do churrasco continua conquistando o gosto das famílias e amigos, que se reúnem em fins de semanas, festas e eventos, nos lares e restaurantes, para curtir esse nobre sabor.

E agora que você já sabe bem sobre a origem do churrasco, e muitas outras coisas, temos certeza que além de um ótimo churrasqueiro, você poderá ser também um excelente contador de história, encantando a todos enquanto prepara o seu churrasco preferido.

Então, gostou dessa leitura?

Então conta para a gente o que achou, interaja e promova seu novo conhecimento nas suas redes sociais.

Banner horizontal com oferta especial para buffet para festas e eventos
Publicações Recomendadas
Vários doces tradicionais e especiais podem ser servidos em uma festaEspeto de linguiça suína